Sem categoria

Equipe LPM Infantil dá show de superação na 1ª Etapa do ranking 2013 da FJJD-RJ


Num dia de calor extremo, os 4 atletas da Equipe LPM inscritos na 1ª Etapa do Ranking da FJJD-Rio voltaram para casa com medalhas – 1 ouro, 1 prata, 2 bronzes. Veja o vídeo com os melhores momentos e sinta a energia dessa garotada.

A Equipe LPM foi a 3ª colocada entre as equipes da Zona Sul da cidade, ficando atrás apenas da Gracie Humaitá e Carlson Gracie, sendo que as duas entraram com suas filiais e nós não.
Entre as academias que não pontuaram tanto quanto a nossa estão Alliance, Abi Rhian e Delariva.

“É bom ressaltar que competição não é nosso objetivo principal e vitórias não querem dizer que uma academia seja melhor que a outra, nem que um lutador seja melhor que outro” , diz o professor Cleiber Maia.

No entanto, nem tudo foram flores e o sucesso dessa experiência não pode ser mensurada somente em medalhas. Não bastasse a dificuldade de ter que ficar de quimono numa temperatura altíssima, os atletas tiveram que ficar esperando em pé numa área de concentração abarrotada de crianças e sujeitos a serem desclassificados caso não encontrassem o coordenador que estava com as suas respectivas chaves de luta. Além disso, por causa da pouca adesão à competição, 3 dos 4 atletas inscritos tiveram que lutar em categorias de peso superior por falta de adversários nas suas originais e o Gabriel Marinho só conseguiu encontrar um adversário na faixa amarela, mesmo sendo faixa cinza.  Foi um verdadeiro teste de superação.

Fazer crianças passarem por situações extremas de estresse não é o objetivo do prof. Cleiber Maia quando inscreve seus alunos em competições. “O ideal é que a criança aprenda a gostar de enfrentar desafios”, diz o mestre, mas ninguém aprende a gostar de algo participando de um evento desorganizado.

Desde 2012 a Equipe LPM vem tentando contribuir com sugestões à FJJD-Rio para que haja melhoria de condições nas competições, mas infelizmente isso não tem surtido efeito ainda. “Vamos conversar com os pais dos alunos e talvez seja melhor encontrarmos outras formas de promover a experiência competitiva aos alunos”, conclui o prof. Cleiber Maia.
Parabéns garotada que luta por um mundo melhor, vcs são maravilhosos!

Apesar de ter que lutar contra um adversário 10kg mais pesado, o atleta Samuel Lucas sagrou-se campeão aplicando de forma eficaz um belo arm lock na luta final.

Treino Inaugural – Hebraica Rio

Está agendado para sexta feira (27/07/2012) às 19:30hs o treino inaugural da nova unidade da Equipe LPM no Clube Hebraica, na Rua das Laranjeiras, 346.

Nesse dia haverá um treino entre alunos, amigos e convidados (inclusive crianças) e ao final brindaremos ao melhor estilo do Jiu jitsu, com um delicioso suco de acaí.

É necessário que a presença seja confirmada com antecedência de no mínimo 1 dia para que os nomes sejam relacionados na portaria. Para confirmar  liguem para 9431-4178 (cleiber), passem um e-mail para cleibermaia@gmail.com ou confirmem no evento do facebook no link abaixo:

http://www.facebook.com/events/238272032960833/

Levem um litro de açaí com morango e xarope de guaraná (desses que são vendidos em hortifruti) e caso tenham um quimono velho em casa, doem para o projeto social “Lutando por um mundo melhor”.

Aguardo vocês.

Oss!

Dia das mães

Parabéns às mães pelo dia de hj, em especial às mães de nossos atletas. Vcs são verdadeiras guerreiras.

Porque as mãe choram?

Por que você está chorando?
Ele perguntou à sua mãe:
_ Porque eu sou mãe , ela respondeu.
Eu não entendi  , ele disse.
Ela apenas o abraçou e sussurrou:
_Você nunca entenderá .

Mais tarde o menino perguntou ao pai
porque as mães parecem
chorar sem nenhuma aparente razão.
Todas as mães choram sem motivo ,
foi o que o pai conseguiu responder.

O menino cresceu, tornou-se um homem
e ainda tentava entender porque mães
volta e meia estão chorando.

Após muitos anos, já em avançada idade,
ele deixou o mundo.
Quando sua alma viu-se frente a frente
com Deus, logo disse:
Senhor, nunca entendi porque mães
choram tão facilmente

Disse Deus:

Quando eu criei as mães
tinha que ser algo especial.
Eu fiz seus ombros fortes o suficiente
para carregar o peso do mundo
e, ainda, suficientemente
confortáveis para dar apoio.

Eu dei a elas a força para
a hora do nascimento dos filhos
e para suportar a rejeição
que tantas vezes vem deles.

Eu dei a elas a fibra que permite
a continuação da luta
quando todos à sua volta já desistiram.

Dei-lhes a perseverança em proteger
a família por entre doenças e tristezas
sem jamais desistir de amar.

Dei-lhes a sensibilidade para amar seus filhos
diante de quaisquer circunstâncias,
mesmo que eles a tenham
magoado profundamente.

Essa mesma sensibilidade
as ajuda a silenciar
o chorinho dos seus bebês,
fazendo com que se acalmem e,
quando adolescentes,
que compartilhem com ela
suas ansiedades e medos.

… E, finalmente,
dei-lhes a lágrima para derramarem
sem nenhuma razão aparente.
É sua única fraqueza.

Por que fiz isso?
Para não diferenciá-las por completo
do restante da espécie humana .

Últimos Tweets


Follow @lpmjiujitsu

Visitantes